Como usar o chatbot para encantar os clientes? - WIS Educação

Como usar o chatbot para encantar os clientes?

O chatbot, a cada dia que passa, torna-se uma ferramenta ainda mais moderna e indispensável na qualificação do atendimento. Não à toa, esse tipo de robô virou até mesmo um poderoso aliado para prospectar novos e potenciais consumidores. Desta forma, conhecer como usar o chatbot para encantar os clientes é uma ótima estratégia.

Isso porque ele não precisa ser pensado apenas como uma operação automatizada, visando responder exclusivamente questões pontuais. Ao caminhar na direção de um chatbot que encante os clientes, haverá inúmeras vantagens.

Abaixo, saiba mais como usar o chatbot para encantar os clientes.

O que é chatbot e como utilizá-los?

Primeiro é preciso falar, brevemente, sobre o que é o chatbot e como utilizá-los. São softwares, também conhecidos como robôs, desenvolvidos através de inteligência artificial que aprendem, ao longo do tempo, como interagir com as pessoas. Tudo é feito de maneira automatizada.

Ele pode ser utilizado, em grande parte dos casos, para o atendimento. Contudo, também é usado para o disparo de mensagens. O nome é uma junção da palavra ‘chat’ e uma abreviação de ‘robot’ (robô, em inglês). Geralmente é a janela que abre no canto inferior direito ao acessar um site.

Como encantar clientes com o chatbot?

Há várias estratégias que buscam eliminar qualquer resquício de processo automatizado, dando “vida” a um chatbot. Isso irá não apenas atender o público de forma mais qualificada, como encantar por ter um direcionamento assertivo. Desta forma, pode-se utilizar o chatbot para:

1. Interagir de acordo com a época do ano: desejos de Boas Festas (no Natal, por exemplo), curiosidades sobre datas e o entendimento de processos sazonais, como as estações, permitem que o chatbot possa unir cordialidade com informações relevantes ainda no atendimento e/ou pré-venda;

2. Eles precisam ter uma personalidade própria: os clientes acham divertido (principalmente aqueles que sabem que estão falando com um robô) notar que o chatbot utiliza a mesma linguagem e forma de se expressar que o seu negócio segue. Por isso, dê a eles essa personalidade marcante;

3. Priorize o humor na medida certa: chatbots que são inexpressivos ou os que fazem muitas piadas talvez sejam mais inconvenientes que encantadores. É possível programar esses robôs, quando não sabem resolver um problema, para utilizar do humor ao falar sobre sua condição e a necessidade de ajuda humana;

4. Dê cara, nome, apelido e função para o chatbot: faça com que ele seja um “funcionário” da sua empresa – principalmente porque ele atuará 24 horas por dia, sete dias por semana. Ao fazer o atendimento, é muito mais propenso que as pessoas se encantem por alguém que podem chamar pelo nome.

Leia também: Por que grandes líderes inspiram ação e como você pode fazer o mesmo

Maximize seu atendimento

Se você chegou até aqui, já entendeu como usar o chatbot para encantar os clientes. Mas, ainda é possível avançar além das propostas que elencamos acima. Para isso, você precisará maximizar o atendimento, tornando-o mais qualificado. Por isso, aposte em:

– Análise das interações do chatbot. Isso mostrará quais as formas e tipo de público que ele encantou através da suas conversas;

– Teste em outros meios, como resposta automática de e-mails, baseado em um script que consiga entender a mensagem enviada;

– E, sobretudo, faça o chatbot ajudar o cliente a decidir – isso é indispensável, visto que muitos chegam ao atendimento sem a certeza do que estão fazendo.

Saiba mais: confira artigos exclusivos como esse em nosso blog e tenha ainda mais conteúdo relevante.

Curso de Chatbots: Conheça as técnicas e características dos robôs para definir o melhor modelo para o seu negócio.

1 Comentário

  1. Boa noite, estou fazendo um trabalho sobre os chatbots relacionados ao Direito, e gostaria de mais informações sobre, ou se poderia me falar alguns outros exemplos, e se possível na área de pesquisa

    Responder

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *