Quem é o seu marketing na fila do pão?

Há mais de 20 anos do primeiro domínio comercial registrado no Brasil, temos hoje mais de 100 milhões de brasileiros conectados à internet. Além disso, todos os dias, em todo o mundo, 4,75 bilhões de posts são publicados; 1,8 bilhões de fotos são “upadas” e compartilhadas; e 300 milhões de emails são enviados. Esses números não deixam dúvidas de que a internet tornou-se um espaço fundamental e necessário para promover o marketing de uma empresa e atingir com precisão um público-alvo.

No entanto, pesquisas mostram que 90% dos e-mails enviados não são abertos e somente 0,01% dos banners publicitários são clicados. Ou seja, algo de errado está acontecendo. A audiência desejada não está sendo alcançada.

É necessário entender que o processo de compra mudou à medida em que a tecnologia foi avançando. Antigamente, 57% dos negócios eram fechados no primeiro contato com o vendedor. Era ele quem detinha todas as informações do produto e influenciava na decisão de compra. Porém, a evolução das tecnologias digitais provocou grandes mudanças nos hábitos de consumo e na forma de relacionamento entre marcas e pessoas. Nesse novo contexto, surgiu o “neoconsumidor”.

Perfil do Neoconsumidor

Fonte: mundodomarketing.com.br

Os “neoconsumidores” utilizam a internet para pesquisar e comparar preços e características de produtos antes de realizar uma compra, tiram dúvidas por telefone, chat e outros canais, pedem opiniões aos amigos nas redes sociais e participam de fóruns e comunidades focadas em discutir produtos e serviços. Com essa drástica mudança de comportamento, empresas são pressionadas a se diferenciar cada vez mais e a conquistar o consumidor. Por isso, não basta estar presente na internet, é preciso se destacar.

Na internet é possível contar com inúmeras ferramentas para trabalhar o marketing digital do seu negócio: site, landing pages, e-books, mídias sociais, links patrocinados, email-marketing, etc. No entanto, a escolha certeira dessas ferramentas depende do objetivo que se quer alcançar. Somente com um objetivo muito bem definido é possível desenhar uma estratégia eficaz de marketing digital.

Por exemplo, não é preciso estar presente em todas as redes sociais que existem. Antes de decidir em qual rede sua empresa deve estar, conheça os diferenciais de cada uma e qual o perfil do público que está lá. Postar o mesmo conteúdo em diferentes lugares também não vai funcionar. Cada ferramenta possui um formato de linguagem e conteúdo adequados. E é por meio desse conteúdo que você chamará a atenção do seu público, apresentará soluções, criará empatia e conquistará clientes.

Um bom planejamento de marketing será sempre necessário para traçar estratégias assertivas e atraentes. Somente dessa forma o seu negócio irá se destacar no oceano de informações que a internet oferece. E lembre-se: ações sem critérios e fundamentos não geram resultados.

Comentário do post

Você deve estar logado para comentar neste post.

WIS Educação - Escola de Inovação para Mercados em Disrupção